A venda na internet está se tornando uma necessidade. As pessoas que não tinham os meios para vender seus produtos agora têm a tecnologia ao seu alcance para acessar rapidamente milhões de usuários. As lojas ou pequenos varejistas que lutam mês a mês para vender seus produtos agora têm um canal de vendas on-line que contribui para sua renda. Quem pensaria que uma simples loja com carrinho de compras poderia começar uma revolução tão grande!

meios de pagamento comércio eletrônico

Muitas pessoas não fizeram essa transição porque acham que criar uma loja virtual é apenas para aqueles que entendem de computadores ou para grandes empresas. A realidade é muito diferente hoje em dia. Plataformas como Jumpseller possibilitam ter uma loja online de forma acessível, rápida e simples, a qualquer pessoa com espírito empreendedor. Um dos aspectos menos conhecidos ao abrir uma loja, que também gera grandes dúvidas, tem a ver com os métodos de pagamento, suas complexidades e riscos associados. Neste artigo, explicaremos diferentes alternativas, por que as recomendamos e como isso não deve ser um problema ao abrir seu negócio na internet.

A conectividade na América Latina está crescendo, mas existem realidades diferentes.

O comércio eletrônico na América Latina superará a marca de US$ 100.000 milhões em 2018, um aumento de 117% em relação a 2014, devido, principalmente, ao aumento da conectividade e ao uso de dispositivos móveis. Em 2012, um pouco mais de 42% da população tinha acesso à Internet. Espera-se que, nos próximos três anos, cerca de 60% da população esteja conectada à internet, o Chile liderando com 71%, seguido da Argentina (68%) e da Colômbia (66%).

Enquanto os países do continente têm algumas diferenças na proliferação de uso da internet, compras on-line e cartões de crédito, os números mostram que o mercado está evoluindo rapidamente para uma maior quantidade de vendas em lojas virtuais. Esta evolução está sendo conduzida, ao mesmo tempo, pelo uso de cartões de crédito. Falando sobre métodos de pagamento on-line, existem várias alternativas em cada país. Vamos falar sobre 2 casos:

Colômbia ... Sim, o Caribe!

Existem vários métodos de pagamento muito seguros na Colômbia: Paypal, Skrill, Interpagos, MercadoPago e PayU, por exemplo. Eles podem ser completamente integrados em sua loja online para que seus clientes possam comprar com cartões de crédito e débito.

Enquanto o mercado colombiano vem adotando o modelo de comércio eletrônico para suas transações por alguns anos, a tendência mostra um aumento de confiança para o uso dessas novas tecnologias. Somente em 2015, houve um aumento de 7% no uso de cartões de crédito na Colômbia, o que o posiciona mais perto de mercados mais avançados como o Chile.

"Espera-se que 51% dos usuários de internet compram em lojas online em 2018 e, considerando o tamanho do mercado colombiano, este é um número muito interessante.

Chile ... O milagre chileno.

O Chile também possui uma variedade de métodos de pagamento on-line: Paypal, Webpay, Dineromail, Khipu, Skrill, PayU e Servipag são alguns deles. Enquanto o Chile tem alguns anos a mais de experiência em relação aos métodos de pagamento, o mercado chileno é muito menor do que o colombiano. A confiança nos métodos de pagamento na internet vem aumentando gradualmente no Chile e é esperado que novos participantes no mercado de pagamentos on-line surjam em breve. Até 2018, espera-se que 65% dos usuários da Internet façam uma compra online em algum momento.

Pagamentos on-line com cartão de crédito são comuns nos EUA

Nos EUA, os pagamentos com cartão de crédito são os mais comuns. Aqueles que têm prova de renda e uma avaliação de crédito limpa, por definição, têm acesso ao crédito. Desta forma, tudo é mais padronizado e os sistemas de pagamento eletrônico giram em torno do processamento de cartões de crédito.

A parte mais importante: Conheça seu cliente.

Para escolher o método de pagamento certo para o seu negócio, você deve saber perfeitamente quem é seu cliente. Se seus clientes são pessoas com mais de 50 anos com baixo acesso à Internet e pouco uso de novas tecnologias, é provável que seu método de pagamento preferido seja o dinheiro. Se o seu cliente é alguém com idade entre 20 e 40 anos, que costuma usar a Internet para pesquisar informações e produtos, faz sentido oferecer um método de pagamento on-line.

Hoje, a tecnologia permite fazer pagamentos on-line de forma simples e intuitiva. A possibilidade de usuários não familiarizados começar gradualmente a usar os pagamentos pela Internet não deve ser descartada.