Saiba tudo sobre dropshipping no Brasil

Você já tem a sua loja virtual, mas tem problemas para organizar ou guardar o estoque de produtos disponíveis? Ou ainda se vê confuso com a logística de distribuição? Não tem uma mão de obra que possa te auxiliar? Talvez vender através de Dropshipping seja o ideal para você e para a sua loja online! Neste artigo, vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre esse método.

Saiba tudo sobre dropshipping no Brasil

Dropshipping: o que é?

Dropshipping consiste em um modelo de operação no qual você, lojista, recebe o pedido de um cliente em sua loja virtual e repassa esse pedido ao seu fornecedor. Esse fornecedor ficará encarregado de fazer a entrega do produto comprado para o cliente.

Sendo assim, o lojista trabalha sem estoque, funcionando como um intermediário no processo de compra. O lojista realiza a venda, mas as questões relacionadas à entrega, como embalagem, etiqueta, cuidado com o pedido e entrega do pedido são responsabilidades do fornecedor.

O Dropshipping pode ser nacional ou internacional.


Como funciona

O consumidor realiza a compra no seu e-commerce, escolhendo os produtos de acordo com o catálogo de itens do fornecedor disponibilizado em sua loja.

Depois, o lojista deverá passar a ordem de compra ao fornecedor para que este selecione os produtos e comece o processamento para a entrega.

Por fim, o fornecedor fica encarregado de embalar, etiquetar, transportar e entregar os produtos comprados.

O lojista então deve pegar, com o fornecedor, o código de rastreamento da transportadora que vai realizar a entrega e deve disponibilizá-lo ao cliente, por e-mail ou no próprio site da loja, para que o cliente possa acompanhar o status do seu pedido.

dropship

Prós e contras:

Vantagens

  • Fácil de Iniciar - basta encontrar os fornecedores certos, ter um nicho de mercado bem definido e atingir as necessidades do público-alvo. Devemos estar sempre atentos aos consumos atuais dos marketplaces. É recomendável começar com um único fornecedor confiável e ver como funciona;

  • Baixo Custo - não é necessário um grande investimento inicial, uma vez que não é necessário ter uma Loja física,pagar por armazenamento, custos de embalagem, todos os recursos relacionados à gestão de estoque, contabilidade ou desenvolvimento do produto;

  • Oferta Diversificada – você deve fazer uma seleção criteriosa de bons fornecedores e artigos, podendo escolher várias marcas e produtos que atendam às necessidades do seu público-alvo, aumentando assim as possibilidades de gerar leads.

  • Possibilidade de atender clientes de qualquer lugar – você pode vender com a sua loja online de qualquer lugar, bem como o seu cliente também pode comprar de onde estiver, independentemente das barreiras geográficas. É uma grande oportunidade de expandir e atender um número gigante de clientes.

  • Suporte, trocas e devoluções – conforme explicado anteriormente os processos pós-venda no dropshipping, como suporte ao cliente, trocas ou devoluções de produtos também devem ser de responsabilidade do fornecedor. É outra vantagem para o lojista não ter que se preocupar com esse tipo de procedimento. No entanto, é claro que o lojista deve prestar atenção se o seu fornecedor mantém a excelência na condução do suporte, trocas e devoluções.


Desvantagens

  • Gestão da Qualidade - como os produtos não passam pelas mãos do Vendedor, fica muito difícil controlar a qualidade do produto. Sempre fique atento às avaliações que os consumidores deixam para estabelecer os fornecedores mais confiáveis e de excelência.

  • Gestão do Estoque - como depende de vários fornecedores, se um deles estiver sem estoque, você deve mudar rapidamente a oferta na sua loja. Caso contrário, pode perder credibilidade. Sendo assim, é necessário manter uma comunicação muito bem alinhada com o seu fornecedor para garantir que ele atualize com frequência as quantidades e opções ainda disponíveis.

  • Questões alfandegárias (se o fornecedor for internacional) - de acordo com a legislação brasileira, estão livres de impostos somente aqueles itens que tenham sido comprados no exterior por até 50 dólares desde que o remetente e o destinatário sejam pessoas físicas. Se o produto ultrapassar esse valor, corre o risco de ficar preso na alfândega, podendo gerar custos ao valor do produto. Nessa situação, verifique se é viável ajudar o cliente a pagar os adicionais ou então se é melhor estornar o valor integral da compra.

  • Margem de lucro menor – isso se dá em razão da parceria que você terá que fazer com um fornecedor, como parte do processo na cadeia de venda ficará com esse distribuidor, você não receberá o total dos lucros, tendo em vista que parte deles irá para esse fornecedor.

  • Demora na entrega – os fornecedores de dropshipping geralmente atendem diversos negócios ao mesmo tempo, o que pode levar a um processo de entrega mais demorado. A velocidade na entrega é um dos pontos mais importantes na avaliação dos clientes, e com certeza é um dos fatores principais para sua fidelidade. Sendo assim, ache fornecedores ágeis e de confiança para fazer parceria.

work-from-home

Melhores plataformas para Dropshipping:

  1. Hayamax
  2. DSlite
  3. MixBarato
  4. Amazon, Mercado Livre
  5. Alibaba, Shopee e BangGood

Melhores produtos para dropshipping no Brasil

Depois de entender o que é dropshipping e escolher essa forma de venda para sua loja online, você deve estar se perguntando quais produtos são ideais para vender e bombar no seu e-commerce.

Os produtos para dropshipping são aqueles que o consumidor brasileiro adora comprar online. Como por exemplo:

  • Roupas, acessórios e itens de vestuário;
  • Eletrônicos;
  • Itens de decoração;
  • Acessórios para carros, motos ou bicicletas;
  • Artigos para pets;
  • Brinquedos e outros produtos voltados para o público infantil;
  • Ferramentas e itens para hobbies.

Aqui vai outra dica para que o seu negócio com dropshipping dê super certo: teste a qualidade dos itens. Negocie o envio de peça teste com o seu fornecedor e aproveite esse momento para observar também se o prazo de entrega está sendo cumprido como deveria.


Passo a passo para começar um negócio de dropshipping bem-sucedido

  1. Defina um nicho de mercado

    Defina o seu público-alvo e em qual nicho de mercado você pretende atuar. Delimitar o perfil dos clientes é o primeiro passo para você focar e direcionar os seus negócios para conquistar esse cliente e atingir o sucesso;

  2. Busque bons fornecedores

    O segundo passo a ser dado é conseguir um fornecedor de dropshipping confiável. Faça bastantes pesquisas antes de firmar uma parceria, entre em contato para tirar todas as suas dúvidas e faça testes com os produtos. Lembre-se também de que é importante esclarecer os seus direitos e deveres como também do fornecedor. Um contrato onde fiquem estabelecidos esses direitos e deveres facilita o bom andamento da parceria.

  3. Faça uma análise dos seus concorrentes

    Realizar uma análise da concorrência também é um passo crucial para começar a vender por dropshipping. Verifique outras lojas que atuem no mesmo ramo que a sua, mas também veja aqueles concorrentes que também utilizam o mesmo fornecedor que você.

    Assim, você ficará atento ao que o mercado está oferecendo, como pode se antecipar ao seu concorrente e consequentemente ser melhor do que ele.

  4. Escolha uma plataforma ou canal de venda:

    • Loja virtual própria

    Montando a sua própria loja online, você terá mais autonomia em relação à estratégia de vendas do seu negócio, ao layout para visualização dos seus produtos, bem como a uma identidade que seja fiel à sua personalidade.

    Na Jumpseller, você pode criar sua loja online aqui.

    • Marketplace

    Há também a possibilidade de venda por dropshipping através de marketplaces conhecidos no mercado, como Amazon, Shopee e Mercado Livre.

    Veja a nossa integração com o Mercado Livre aqui.

    Mas cuidado! No marketplace os seus anúncios aparecerão de acordo com a sua popularidade e nota dentro da plataforma.

    • Redes sociais

    É possível também fazer dropshipping com as redes sociais mais famosas como o Facebook e o Instagram.

    O Facebook já tem um marketplace para os usuários anunciarem os seus produtos de forma gratuita.

    Já no Instagram, planeje bem suas estratégias de vendas, sempre de olho nas métricas que a própria rede social disponibiliza para os vendedores.

    Não esqueça de verificar as integrações das lojas Jumpseller com essas redes sociais! Clique nos links acima!

  5. Meio de pagamento

    Para o seu negócio ser bem-sucedido, você deve optar por um meio de pagamento que aceite a modalidade de dropshipping, como o PayPal e os chamados gateways de pagamento.

  6. Encaminhamento das ordens ao fornecedor

    Nesse momento você deve enviar todos os pedidos confirmados junto dos dados de cada cliente ao fornecedor. Com os dados corretos, ele poderá começar a embalagem e a entrega das encomendas.

  7. Receba o código de rastreamento e repasse ao cliente

    Por último, como foi falado anteriormente, é essencial que o fornecedor informe os códigos de rastreamento para que você repasse aos clientes. Dessa maneira, os consumidores poderão acompanhar seus pedidos até que a entrega seja finalmente realizada.

online-buyig

Questões legais sobre o dropshipping

Primeiramente, cumpre esclarecer que o dropshipping é uma atividade que ainda está se desenvolvendo no nosso país, sendo assim, ainda não existe uma legislação específica para essa operação, por isso muitas pessoas ainda têm dúvidas a respeito de sua legalidade.

O Dropshipping não é ilegal, já que o direito brasileiro prevê que os particulares podem fazer tudo o que a lei não os proíbe. Portanto, não havendo legislação sobre o funcionamento do dropshipping no Brasil, não há que se falar em ilegalidade.

Outro ponto importante é diferenciar o que é dropshipping nacional e dropshipping internacional:

  • Dropshipping nacional é o dropshipping feito dentro do território brasileiro, sem a necessidade de importar as mercadorias a serem vendidas. Este tipo de dropshipping realizado dentro do Brasil é livre de taxas alfandegárias, e os tributos e notas fiscais seguem apenas os regimentos brasileiros.

  • Já o dropshipping internacional, muito popular com os fornecedores chineses como o AliExpress e o Alibaba, consiste na loja virtual que solicita e encomenda itens internacionais. Os produtos importados não possuem nota fiscal, pois o que é emitido no exterior como documento fiscal não é aceito no Brasil. Assim, será necessário “nacionalizar o produto” para que a loja virtual no modelo dropshipping possa emitir a nota fiscal válida no Brasil.

Importante também saber quais são os tributos que vão incidir sobre essa importação. O e-commerce que atua no dropshipping faz a intermediação entre o consumidor e o vendedor internacional, por isso os tributos são de responsabilidade do consumidor.

A loja é apenas a facilitadora daquela negociação, pois a relação jurídica de importação acontece entre o consumidor e aquele vendedor internacional.

Por fim, mesmo assim, o lojista dropshipping não é imune a tributos. A atividade de ser o intermediário de importação é classificada como prestação de serviço de intermediação, ocorrendo fato gerador para o ISS (Imposto Sobre Serviço).

Agora que você sabe tudo sobre dropshipping, crie sua loja na Jumpseller e comece a vender já!

Comece a vender connosco!

Experimente grátis durante 14 dias. Não é necessário cartão de crédito.