Os 10 produtos mais vendidos no Brasil

Os 10 produtos mais vendidos no Brasil

Somente nos 3 primeiros meses de 2021, o e-commerce no Brasil registrou aumento de 72,2% na comparação com o ano de 2020. Com impressionantes R $35,2 bilhões em vendas entre janeiro e março de 2021.

Somente nos 3 primeiros meses de 2021, o e-commerce no Brasil registrou aumento de 72,2% na comparação com o ano de 2020. Com impressionantes R $35,2 bilhões em vendas entre janeiro e março de 2021, de acordo com o site CanalTech.

A ABCOMM (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) revela uma expectativa para os próximos anos ainda melhor, segundo o levantamento do “The Global Payments Report 2021”, da Worldpay from FIS, empresa americana de soluções financeiras, o comércio eletrônico brasileiro deve atingir faturamento de R$ 314,8 bilhões em 2024, o que representa um aumento de 55,5% para os próximos anos.

O momento para criar a sua loja online não poderia ser mais oportuno, e se você o fizer agora, poderá desfrutar de um desconto de 50% na sua assinatura com a Jumpseller. A questão é: quais são os melhores produtos para se vender online?


1. Delivery de comida

Segundo os dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) o delivery de comida foi o segmento que mais apresentou crescimento em compras pela internet no período da pandemia. Entre o segundo semestre de 2020 e o primeiro de 2021, 54,8% dos brasileiros que compraram online pediram comida por aplicativos, sites ou WhatsApp. Em 2019 o percentual foi de um pouco mais de 30%.

O Statista, site que apresenta dados e relatórios sobre negócios do mundo todo, apontou que o Brasil concentrou em 2020 quase metade (48,77%) de todos os pedidos de delivery na América Latina.

A impossibilidade de comer fora de casa durante as restrições sanitárias facilitou o êxito desse setor, juntamente com os múltiplos aplicativos de delivery de comida no Brasil, os quais você pode verificar neste artigo.

Um grande exemplo de sucesso nesse setor é o atelierdossabores. O Atelier faz entregas de tortas doces e salgadas, docinhos, quiches, dentre outros na cidade do Rio de Janeiro. Possuem até uma linha de produtos 0% (seja 0% açúcar, 0% glúten e lactose ou total). Você faz o seu pedido de maneira online, pelo site ou pelo Whatsapp.


2. Tecnologia

Esse setor inclui muitas possibilidades, mas com a nova era do home office, os computadores foram sem dúvida o produto que mais teve aumento nas vendas. Conforme dados da IDC Brasil, líder em pesquisas relacionadas à tecnologia da informação, o número de computadores vendidos no Brasil no 1° trimestre de 2020 foi de 1,47 milhão de unidades, o que representa um aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano de 2019.

As vendas de celulares, televisões, fones de ouvido e tudo relacionado aos games também tiveram um aumento grande no Brasil, tendo em vista que os brasileiros buscaram formas de se entreter durante o isolamento.

Outro dispositivo tecnológico que ficou em alta foram os smartwatches, os relógios smart ou inteligentes, que se conectam via Bluetooth com os aplicativos do celular.

A desvantagem de se vender produtos de tecnologia é a necessidade de um fornecedor externo.

A loja Waz oferece diversos desses artigos.


3. Vestuário

O mercado da moda é indubitavelmente um dos mais bem sucedidos no Brasil. Roupas, sapatos, acessórios, todos esses artigos são muito procurados pelos consumidores virtuais.

Grandes lojas antigas no ramo aderiram às plataformas online, justamente para abraçar esse público que prefere realizar suas compras de maneira virtual.

Além disso, as lojas online vêm se aperfeiçoando cada vez mais no sentido de fornecer aos consumidores maneiras para assegurá-los de que eles estão comprando o tamanho correto. Várias lojas disponibilizam tabelas de medidas para que o cliente, mesmo que não experimente o produto desejado, chegue o mais próximo da realidade e obtenha sucesso na sua compra.


4. Livros

Os livros são um outro grande aliado dos brasileiros na hora do lazer e no enfrentamento do isolamento social. Tanto os livros físicos quanto os e-books tiveram um aumento em suas vendas.

A pioneira nos e-books, a Amazon, exibe uma enorme variedade de temas, títulos e autores para serem consumidos de formas variadas: física, online ou ainda em audiobooks.

Se você for um escritor independente ou iniciante, o mercado online lhe permite que você publique, distribua e venda seu livro com muito mais facilidade.


5. Produtos de Beleza

Os produtos de beleza e cosmética são sem sombra de dúvida uns dos mais adquiridos pela internet.

O surgimento de blogueiras, influenciadoras digitais e até mesmo celebridades que fazem publicações e propagandas sobre esses produtos fez com que esse mercado crescesse muito, principalmente entre as mulheres.

Mas muitos homens passaram a cuidar mais de sua aparência e passaram também a adquirir produtos para a barba, cabelo, e até de rotina de skincare.

Outro produto muito procurado pelos brasileiros é o perfume. Sejam os importados ou nacionais, a venda desse artigo está sempre em alta.


6. Artigos fitness ou de esporte

Com o crescimento do mercado fitness, vários produtos relacionados a esse nicho tiveram um boom no mercado online.

Roupas para academia, tênis para corrida ou caminhada, halteres, tapetes de yoga, há uma variedade imensa de artigos para vender na internet.

Muitas pessoas passaram a se dedicar a um estilo de vida mais saudável, tendo em vista que os cuidados com a saúde e bem-estar tiveram que ser redobrados por conta da pandemia.

Uma grande empresa do ramo é a Netshoes.


7. Cursos

Outro ramo promissor no e-commerce é o e-learning. Com a pandemia, muitas pessoas encontraram-se com a necessidade de se qualificar profissionalmente e garantir seu lugar no mercado de trabalho.

O maior tempo em casa e a impossibilidade de estudar de maneira presencial em instituições físicas fez com que o ensino remoto e online crescesse exponencialmente.

Há várias plataformas disponíveis com os mais diversos temas, possibilidade e níveis de conhecimento.

As apostilas digitais também fazem parte do universo e-learning e representam um ótimo artigo para se vender na internet.


8. Produtos para Pets

Espera-se que o mercado mundial de pets supere a marca de 270 bilhões de dólares em 2025. As pessoas que adotam bichinhos de estimação crescem cada vez mais, e não é mais para que apenas “cuidem e vigiem a casa”.

Na sua maioria, esses fiéis companheiros são considerados parte da família e, como tal, devem ser cuidados e amados.

O aumento nesse setor se deve à infinidade de opções de produtos, desde camas, escovas, brinquedos, acessórios de limpeza, coleiras, roupas etc.

A loja Petlove oferece vários produtos e serviços para cachorros, gatos, dentre outros pets.


9. Acessórios para Celulares

Assim como os brasileiros compram acessórios para os seus pets, eles compram também acessórios para o produto mais usado diariamente pela maioria dos brasileiros: o celular.

Por se tratar de um produto caro e frágil, verificou-se a necessidade de adquirir capinhas para celular e protetores de tela. Somados a estes, os carregadores e os fones de ouvido também representam um alto índice de vendas.

Além desses artigos mencionados anteriormente, muitos jovens vêm comprando os chamados “ring lights”, que são essas lâmpadas em formato de círculo, onde se posiciona o celular e tira-se fotos ou produz conteúdo para a internet.


10. Artesanato e Artes

Muitos estrangeiros não saem do Brasil sem alguma lembrancinha ou souvenir. Até mesmo os turistas brasileiros também buscam produtos artesanais regionais para decoração.

Várias empresas grandes vêm tentando copiar os desenhos que são únicos da nossa cultura, e por isso é importante comprar diretamente com lojas brasileiras.

Existem uma variedade de empresas que vendem produtos artesanais online, como podemos citar aqui a Imaterial.


Comece a vender

Se o seu produto é diferente dos que foram mencionados anteriormente, você pode ser bem-sucedido comercialmente, se considerar outros fatores importantes para os clientes, como o uso de embalagens ecológicas que possam ser reutilizadas ou recicladas.

Também é necessário considerar se o produto é sustentável, ou se for um produto alimentício, que este seja saudável. O mais importante de qualquer produto é que ele seja proveniente de lojas locais, já que cada vez mais os clientes estão buscando artigos procedentes de sua própria localidade em vez de realizar compras em grandes empresas.

As lojas virtuais tornaram-se a nova normalidade e a Jumpseller facilita o processo de empreender o seu negócio online com uma plataforma completamente autogerenciável.

Faça o seu teste gratuito dessa plataforma de comércio eletrônico e comece hoje o crescimento do seu negócio virtual!

Para qualquer dúvida ou comentário, pode entrar em contato conosco através do support@jumpseller.com / Facebook / Twitter / Instagram

Comece a vender connosco!

Experimente grátis durante 14 dias. Não é necessário cartão de crédito.