Não é fácil escrever uma descrição de produto que ajuda nas suas vendas. Existem vários fatores que tornam este texto um dos principais elementos no comércio eletrônico e um dos que os vendedores mais deixam passar. Fatores como o tipo de produto, público-alvo, otimização SEO e outros, tornam escrever uma boa descrição de produto uma tarefa não muito intuitiva. Neste artigo, falaremos sobre os aspectos mais importantes de uma descrição que permitirá que você as implemente de forma rápida, estruturada e eficaz.

Pessoas trabalhando no laptop

O nome do produto é a primeira coisa.

O nome do produto é a primeira informação que um potencial cliente recebe quando encontra seu produto. Por um lado, é a carta de apresentação para o cliente. Por outro lado, é um dos atributos mais importantes para os mecanismos de busca decidirem se seu produto será incluído ou não entre os primeiros resultados de uma pesquisa online. Para simplificar o tipo de nome que você deve escolher, vamos definir 2 tipos de descrição, se o seu produto é comum ou exclusivo. Vamos começar com o primeiro. Se seu produto pertence a uma categoria que pode ser comprada em muitas lojas, como roupas, sapatos, maquiagem, etc, a única maneira de diferenciá-lo do resto é criar nomes tão originais como possível. Nomes que identificam o produto e a marca que você deseja mostrar, algo que destaca, mas, ao mesmo tempo, não deixa dúvidas sobre os atributos do produto. Exemplos destes tipos de nomes estão por toda parte. Nasty Gal por exemplo, usa nomes exclusivos e ousados para cada peça de vestuário. Um lindo vestido de malha branco torna-se algo inteiramente diferente se nós o chamamos de 'Nasty Gal Sentimental Lady Crochet Lace Dress'. Se este é o seu tipo de produto, use nomes criativos para se destacar da concorrência.

Da mesma forma, se seu produto é único e difícil de encontrar em lojas online e você quer competir para o SEO usando termos genéricos, use um nome mais descritivo do produto focado em seus atributos, sem o uso de substantivos próprios ou adjetivos criativos. Isto não irá garantir que ele estará entre os primeiros resultados dos mecanismos de busca, mas irá tornar mais fácil identificar o produto que você está apresentando. Se estes são produtos únicos, o fator distintivo não está no nome, mas no valor exclusivo oferecido ao cliente.

Não deixe a descrição muito longa, as pessoas não querem ler muito.

A descrição não pode ser muito comprida ou muito curta. Não escreva usando os destaques do produto que você acha que é importante, mas o que vai convencer o cliente a continuar a ler. Faça-os clicar para saber mais ou simplesmente salvar o link do produto. Apele para as emoções e a razão por que este produto é o certo para eles. O tamanho da descrição depende das características do cliente. Depende de quem esta pessoa é que está interessada no que você oferece. Se falamos de produtos orientados para idosos, não podemos fazer descrições curtas, já que estas pessoas levam mais tempo para saber mais e gostam de mais informações. Pelo contrário, se falamos de produtos orientados para jovens, a descrição não pode ser extensa, deve-se usar uma linguagem direta, em sintonia com seu público e conectar com eles emocionalmente. No entanto, não há um número mágico de palavras para usar. Mas em nossa experiência, qualquer coisa entre 90-120 palavras é um número aceitável para uma descrição que irá expressar o que você realmente precisa dizer sobre o produto.

Descrições de produto precisam ter uma estrutura clara.

Para criar descrições corretas é muito útil identificar todas as seções que são importantes para convencer o cliente que o seu produto é o certo para ele. Elas não são apenas palavras aleatoriamente escritas, elas devem seguir uma ordem lógica que vamos explicar em seguida. Explique sobre o produto e sua proposta de valor único (o que o torna diferente, quais necessidades ele satisfaz). Não se aprofunde demais, vá direto ao ponto. Fale de suas especificações técnicas, explique suas funcionalidades em detalhe. Evite escrever frases enaltecendo excessivamente o que você faz, nem todo mundo vai acreditar em você e alguns verão isso como algo negativo. Descreva uma situação em que o produto seria usado, para que haja uma conexão emocional com o cliente. Explique por que seu produto é o certo para os clientes. Use um 'chamado para ação' quando apropriado, provocando o cliente a tomar uma ação: comprar, poupar, saber mais, etc. Esse é o empurrãozinho que eles precisam. Todas essas seções podem ser organizadas na ordem de sua escolha. Algumas delas fazem mais sentido no início (explanação do produto) e outras no final (chamada para ação). O resto pode ser colocado onde você desejar, contanto que seja coerente e a história continue sendo compreensível.

Responder às principais perguntas do cliente.

Se você responder estas 5 perguntas de qualquer forma, você terá uma chance maior de sua descrição ajudá-lo a fazer uma venda:

  • Quais são os atributos mais importantes do seu produto?
  • O que torna seu produto único?
  • Quais são suas vantagens e desvantagens?
  • Para quê o seu produto é usado?
  • Por que este produto deve ser comprado?

Não copie/cole conteúdo - O Google vai saber

Se você tem produtos similares, não escreva as mesmas descrições para todos eles. Não só é uma falta de profissionalismo que seus clientes potencialmente poderiam ver, mas o Google e outros mecanismos de busca vão saber e abaixarão seu ranking nos resultados da pesquisa. Cada produto é único, tente mostrar isso que tornando cada descrição original.