Aprender

A importância das avaliações dos clientes para o e-commerce

Com o poder de influenciar o comportamento do cliente, é importante que a empresa construa uma reputação confiável e desejável através das suas avaliações.

As avaliações on-line colocam os negócios no mapa, sem elas, os clientes provavelmente irão questionar a credibilidade da empresa.

Existem muitas empresas catfish que vendem on-line, cujos clientes estão muito mais conscientes agora. Portanto, eles dependem das avaliações de outros clientes para garantia.

Na nossa mais recente sessão de perguntas e respostas com Ryan Kulp, fundador da Fomo, a primeira plataforma mundial de marketing de validação social, ele disse com razão que "hoje em dia os compradores on-line esperam avaliações. Não há avaliações = cuidado com o comprador”.

Os clientes confiam nas avaliações da mesma forma que confiam nas recomendações pessoais, portanto, é muito provável que comprem nessa empresa quando tiverem essa recomendação de garantia de outras pessoas.

Como resultado da melhoria da confiança da marca, avaliações positivas aumentam as vendas e consequentemente aumentam o crescimento dos negócios.

Permitir que os clientes deixem feedback estabelece um relacionamento e uma conversa direta entre eles e a marca, para que eles se sintam mais envolvidos com a empresa e tenham maior probabilidade de permanecer leais no futuro.

Quando essa lealdade é evidente nas avaliações on-line, os clientes estão a fazer fundamentalmente o marketing do negócio.

O marketing de validação social (assim denominado) incentiva novos clientes e torna-se um efeito de bola de neve; quanto mais clientes a empresa tiver, mais avaliações poderão gerar e assim por diante.

As aplicações de validação social podem ser de grande ajuda para uma empresa que deseja aproveitar o potencial máximo do marketing de validação social.

Existem muitos recursos que podem ser usados ​​para ajudar a melhorar a conversão, como notificações pop-up que rastreiam o número de visitantes, vendas recentes e produtos populares, além de avaliações recentes deixadas pelos clientes.

Algo que não pode ser evitado é que nem todos os clientes deixarão avaliações positivas. Embora ninguém goste de receber críticas, essa pode ser uma ótima oportunidade para amenizar qualquer conflito.

É importante que a empresa lide cuidadosamente com avaliações negativas, seja honesta e admita as suas falhas.

As análises fornecem feedback valioso, o que pode ajudar a empresa a encontrar e resolver problemas, tornando assim toda a experiência melhor para os clientes no futuro.

Como Ryan diz: “Muitos empresários concentram-se na contagem de estrelas das suas avaliações, e não o suficiente no comentário útil escrito abaixo delas”.

Ao oferecer uma solução ao cliente, a empresa poderá destacar os seus pontos fortes e recuperar a confiança do cliente. É uma hipótese para a marca melhorar e otimizar.

Para garantir que os clientes deixem uma mensagem significativa que a marca deseje publicar sobre si mesmos, é da inteira responsabilidade da marca facilitar isso.

As nossas perguntas e respostas com o Ryan foram instrutivas, pois passamos a entender as sugestões internas para a melhor forma de pedir aos clientes que deixassem comentários. Foi clarificado o facto de a empresa estar a solicitar essencialmente que o consumidor trabalhe de graça ao solicitar uma avaliação.

Etapas como exigir que o cliente efetue ‘login’ ou ter que passar por um longo canal de cliques podem ser um impedimento, portanto, é imperativo tornar o processo o mais fácil possível para o consumidor.

Além disso, é benéfico criar uma estrutura para o cliente dar feedback, em vez de deixá-lo com um campo de texto em branco. Dessa forma, a empresa pode orientar as suas respostas e obter um feedback mais específico e contextual.