Ninguém disse que seria fácil ter um negócio. A taxa de insucesso das empresas ao redor do mundo é muito alta, superando os 90%. Os números são ainda menos animadores na América Latina. Há uma variedade de razões para isso: dinâmica ruim dos mercados, produtos ou serviços não concebidos com o cliente em mente, os empresários não têm as ferramentas e conhecimento necessário, etc. Uma das mais importantes razões para essa falha é que as pessoas começando um negócio não têm a mentalidade necessária para superar os obstáculos do dia a dia. Há uma nuvem de incerteza com a qual nem todos podem lidar. Não sabemos se o que estamos fazendo é bom, ruim ou pior, não conseguimos identificar o que está realmente funcionando e o que não está. É aqui que o comércio eletrônico entra em jogo: ele é uma forma rápida e barata de criar um negócio, permitindo que qualquer pessoa experimente ideias e produtos com um baixo custo até encontrar uma "match" em sintonia com o que o mercado quer. E melhor ainda, com dados que permitirão a tomada de decisão e a criação de um negócio com valor.

Meios de pagamento para comércio eletrônico

Criar uma empresa é um processo de aprendizagem

Quando a maioria dos proprietários de negócios começa com uma loja de comércio eletrônico, eles acreditam que a primeira coisa a fazer é criar uma empresa, uma estrutura e implementar sistemas. O problema com esta abordagem é que, ao iniciar uma loja online, em praticamente 99% dos casos, eles não sabem realmente quais os produtos que vão vender. Pense na Amazon: Quando eles começaram em 1994, não sabiam o que vender. A única coisa que eles sabiam era que a internet estava decolando e o resultado óbvio seria que esta nova tecnologia traria a digitalização de tudo as que as pessoas fazem, até mesmo as compras. Mas eles precisavam saber o que era que as pessoas queriam. Eles não podiam começar uma loja com tudo do início. Seria caro, ineficiente e provavelmente não muito inteligente. Por esta razão, eles começaram a vender apenas livros. Era uma coisa que as pessoas estavam comprando regularmente e a oferta era segmentada em diversos lugares. Não era fácil encontrar um livro específico porque as livrarias nesse tempo não estavam conectadas entre si e não havia uma base de dados centralizada que poderia ajudar a encontrar o livro que você queria. Assim, a Amazon encontrou seu ponto de partida. Mas com os meses seguintes e crescentes vendas de livros, eles perceberam que as pessoas também queriam outro produto: música. CDs representaram uma oportunidade semelhante aos livros. A Amazon foi capaz de receber esse feedback diariamente a partir dos dados fornecidos pelos seus clientes. Desta forma, o império cresceu. Iniciar uma loja online é um constante processo de aprendizagem. Para ser bem sucedido, você deve estar aberto para tentar e falhar e continuar tentando.

Experimente produtos sem medo

Ter uma loja online é mais barato do que nunca. O desafio não é ter uma loja, mas transformá-la em um negócio de verdade. A Jumpseller, por exemplo, permite que você crie sua loja com um carrinho de compras. Isto não é mais uma barreira para iniciar. O próximo passo é testar a sua hipótese inicial sobre quais os produtos vender e descobrir qual é a resposta inicial. Se a resposta for boa, você está no caminho certo. Se, pelo contrário, as pessoas não estão comprando seus produtos, pergunte-lhes por que e o que eles iriam comprar on-line. As respostas irão surpreendê-lo. Experimentar um comércio eletrônico é grátis, use-o!

Ter um grande estoque não é uma necessidade

Muitos acreditam que ter um grande estoque de produtos é necessário para poder vender na internet. Na verdade, existem maneiras de evitar grandes custos iniciais. Vamos olhar para a Amazon novamente. Antes de ter o estoque, eles pegavam os livros pessoalmente em livrarias assim que um pedido chegasse. Eles os levavam de volta aos seus escritórios, os embalavam e enviavam para o destinatário final. Na maioria das vezes eles não ganhavam dinheiro e até mesmo perdiam um pouco. O importante no início não era ganhar uma margem muito grande, mas verificar que as pessoas comprariam produtos on-line. Uma vez que o modelo não era mais sustentável, a Amazon começou a negociar diretamente com os editores e ter o seu próprio estoque. Simples, não é? Nem sempre é necessário dispor de um inventário próprio para começar. Pense sobre como você pode começar com o estoque de outra pessoa.